Alimentação X TPM

E de repente você começa a ficar com uma raiva que vai crescendo, crescendo dentro de você, algo sem explicação e quase incontrolável até chegar em um ponto em que você tem raiva de você mesma e pensa: GENTE, POR QUE QUE EU TO COM TANTA RAIVA? ai vem na sua mente a cartelinha de anti quase vazia e a resposta: TPM.

É um mal quase inevitável das mulheres, até minha mãe que teve que tirar o útero por causa de uma doença até hoje sofre com os sintomas da TPM, embora ela negue que tem TPM, mas sim gente, ela tem!!! haha

Felizmente temos muitas coisas nos ajudam a controlar seus sintomas, uma opção (além de se entupir com chocolate e morrer com o peso na consciência depois) é dar uma controlada na alimentação com as dicas que uma amiga minha que é nutricionista (Alessandra Tagliari) me passou para contar para vocês...



1. Cálcio: Muitos estudos recentes afirmam que mulheres que não sofrem de TPM tem uma dieta mais rica em cálcio do que aquelas que sofrem. Isso porque o cálcio diminui a contração muscular do útero e a retenção de líquidos. Por esses motivos, o mineral seria capaz de aliviar sintomas como cólicas, dor nas costas e até o nervosismo. Você pode encontrar o cálcio no leite e seus derivados e nos vegetais e folhas verde-escuras, como couve e brócolis.





2. Vitamina D: A vitamina D atua em conjunto com o cálcio e interfere nos níveis de estrogênio, aliviando os sintomas da TPM. A vitamina D pode ser encontrada no leite, no salmão, sardinha, óleo de fígado de peixe, cogumelo, ovos e alguns cereais que são fortificados com essa vitamina, e é sintetizada na pele pela ação do sol. Por isso que os tais 15 minutos de sol são essenciais para ajudar na absorção da vitamina.



3. Magnésio: Este mineral tem função complementar às funções do cálcio, podendo diminuir dores na intensidade de contração dos músculos, que provoca as cólicas. O magnésio também ajuda na produção de dopamina, que traz bem-estar. São boas fontes de magnésio as folhas verdes escuras, tais como espinafre e escarola, grãos como cevada, granola e arroz integral, abacate, banana e beterraba.


4. Vitamina B6: este nutriente é importante para a síntese de serotonina, um neuro transmissor que proporciona bem-estar, e de dopamina, evitando a fadiga e diminuindo a vontade de doces. Encontrada em cereais integrais e vegetais verdes escuros. São boas fontes desta vitamina: arroz integral, gérmen de trigo, aveia, amendoim, nozes, batata, banana, salmão, atum e fígado de boi.


5. Ácidos Graxos: a ingestão de ácidos graxos, gordura insaturada, como o ômega 3 e 6, ajudam a aliviar sintomas de depressão, irritabilidade, dor nas mamas e retenção de líquido associados à TPM. São fontes de Ômega 3 peixes como atum, arenque, sardinha, cavala e salmão, óleo de soja, azeite, rúcula, espinafre e linhaça. Já as principais fontes de Ômega 6 são óleo de milho, óleo de girassol, leite, ovos, lula e açafrão.

6. Fuja da cafeína! Além de acelerar o batimento cardíaco, causar insônia,  dor de cabeça e irritabilidade, a cafeína pode dificultar a passagem do cálcio e favorecer o aparecimento de câimbras. Passe longe de bebidas como café, chás, refrigerantes do tipo cola e guaraná.





7. Evita as gorduras saturadas: as gorduras de origem animal, como frituras, carnes, gorduras e queijos amarelos, podem estimular a produção de fatores inflamatórios como as prostaglandinas, piorando os sintomas como dor nas mamas.


8. Exercite-se! Praticar exercícios físicos regularmente ajuda muito a aumentar os níveis de serotonina, diminuindo os sintomas da TPM.










Acho que ajuda um pouco a diminuir o efeitos da TPM, não custa tentar, pior duvido que fique!!